Neurociência: ansiedade na prova

O maior inimigo do estudante é o branco na hora da prova. Para fazer uma prova, você usa sua memória de trabalho que muitos pesquisadores da neurociência chamam de "atenção". Nosso raciocínio é limitado e tarefas de carga pesada - como realizar uma prova, requerem exclusividade. A ansiedade rouba essa exclusividade reduzindo ou anulando a memória de trabalho. O que gera essa ansiedade? É algum medo; seja o de não lembrar a resposta, de perder uma bolsa de estudos ou de decepcionar seus pais, por exemplo. Esses medos são a base não somente de uma prova malfeita mas também de depressão e vários transtornos mentais. Dois pesquisadores da universidade de Chicago fizeram experimentos com estudantes do primeiro ano do colegial para identificar a forma mais eficaz de acabar com a ansiedade na hora de uma prova. Eles testaram um exercício de escrita feito aproximadamente 10 minutos antes da prova em duas situações de intervenção. Numa delas, os estudantes relatam seus medos relacionados às questões da prova. Na outra, os estudantes escreviam seus medos relacionados a qualquer outra coisa. Em suma: não é a descrição de qualquer medo que melhora a performance numa prova, mas sim a escrita que expressa os medos específicos ao conteúdo da prova. Por incrível que pareça, o ato de fazer uma cola equivale a essa intervenção. O medo do estudante de não conseguir se lembrar do assunto o leva a criar sua própria intervenção. Afinal de contas, qual é a melhor cola? É aquela que você não precisa usar. Só precisa fazer. 

Artigo na íntegra: Ramirez, G., & Beilock, S. L. (2011). Writing About Testing Worries Boosts Exam Performance in the Classroom. Science, 331, 211-213.

Fonte: acesse AQUI.

 

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!